Da Praia Notícias

Comissão de Análise do projeto Imbé Mais Seguro faz nova reunião

Postado em: 10/08/2017

Notícias Litoral Norte RS A Comissão de Análise do projeto Imbé Mais Seguro, o Plano Municipal de Segurança, reuniu-se novamente na tarde da terça-feira (08) no Prédio Anexo da Prefeitura para dar andamento nos trabalhos.
 
Foi uma oportunidade para ouvir os representantes dos órgãos de segurança pública que atuam na cidade. O titular da delegacia de Polícia Civil (PC) de Imbé, Antônio Carlos Ractz, lembrou das dificuldades enfrentadas pela PC para contribuir com a segurança, e expôs o quanto será importante a implementação do projeto.
 
O comandante da Brigada Militar (BM) de Imbé e Tramandaí, capitão Luiz Cesar Lima dos Santos também ressaltou as dificuldades enfrentadas pelo órgão, como a falta de efetivo e solicitou que a comunidade abrace a ideia do Executivo. Ele ainda ressaltou a importância da atuação de uma Guarda Municipal armada para dar apoio a PC e BM.
 
Conforme o secretário municipal de Segurança Pública e Trânsito, Marco Antônio Silva, uma nova reunião será marcada nos próximos dias para dar sequência na análise da proposta.
 
Conheça os cinco vetores do projeto:
 
1 - Videomonitoramento e cercamento eletrônico
 
O primeiro vetor do plano trata da implantação dos sistemas de videomonitoramento e cercamento eletrônico do município. A intenção é colocar em funcionamento as oito câmeras de monitoramento já existentes - e que estão inoperantes, atualmente localizadas no Centro (quatro pontos), no bairro Nova Nordeste (um ponto), no balneário Mariluz (um ponto) e no balneário Santa Terezinha (dois pontos), e instalar um novo ponto no balneário Imara. Já para o cercamento eletrônico da cidade, cujo sistema irá monitorar todos os veículos que entram e saem do município, está prevista a colocação de câmeras nas três entradas e saídas de Imbé, na RS-786 e na Avenida Beira-Mar, ambas em Imara, e na Ponte Giuseppe Garibaldi, no Centro. “Nenhum carro vai entrar ou sair da cidade sem ser registrado pelas câmeras. Qualquer irregularidade será constatada pelo sistema, que imediatamente acionará os órgãos de segurança para que sejam adotadas as medidas necessárias”, explicou o titular da SEMUSP-T.
 
2 - Controlador eletrônico de velocidade
 
Com objetivo de reduzir os acidentes de trânsito ocasionados pela alta velocidade em pontos sem redutores, o segundo vetor do projeto consiste na instalação de oito controladores eletrônicos de velocidade, sendo dois na esquina das avenidas Osório e Porto Alegre, no Centro, dois nas esquinas das avenidas Paraguassú e Dom João VI, no balneário Morada do Sol, e dois na esquina da Avenida Paraguassú com a Rua Estrela, no balneário Mariluz. “Há registro de índices de velocidade acima do permitido nestes pontos, o que nos leva a acreditar que a implantação destes controladores vai reduzir a ocorrência de acidentes, facilitando diretamente o trabalho da Brigada Militar que não precisará direcionar efetivo para atender acidentes de trânsito”, resumiu o secretário.
 
3 - Guarda Municipal armada
 
Atualmente a Guarda Municipal de Imbé tem como principal missão zelar os prédios e espaços públicos e auxiliar na orientação do trânsito, especialmente em casos de acidentes e nas proximidades de escolas. O terceiro vetor da proposta trata da instituição da Guarda Municipal armada. O município aguarda aprovação de uma proposta que tramita no Congresso Nacional e que pode autorizar municípios com menos de 50 mil habitantes a armarem os agentes municipais de segurança pública. Caso o projeto não seja aprovado, o município admite ingressar com requerimento judicial para obter a autorização. “Cidades como Iracemápolis, em São Paulo, conseguiram esta autorização. Há jurisprudência para este tipo de situação e, caso isso não seja decidido na Câmara dos Deputados, nós vamos buscar o mesmo caminho já trilhado com sucesso por outras cidades de mesmo porte da nossa”, explicou o prefeito Pierre. 
 
Ainda sobre a Guarda armada, o titular da SEMUSP-T afirmou que a contratação dos agentes se dará através de concurso público. Os aprovados serão direcionados para um curso de formação, onde serão treinados e capacitados para atuarem no patrulhamento da cidade de forma ostensiva, preventiva e repressiva, além de apoio direto às ações da Brigada Militar e da Polícia Civil. “Hoje nossa Guarda não pode atuar no patrulhamento pois esta não é uma atribuição sua. Os guardas municipais hoje existentes não possuem os treinamentos necessários para realizar este serviço, o que será possível tanto a partir de um concurso público quanto por meio dos cursos de formação”, resume. Além disso a GCM contará com sede própria para atendimento de ocorrências via telefone e operação dos sistemas de videomonitoramento e cercamento eletrônico.
 
4 - Cooperação com órgãos de segurança
 
Com efetivo cada vez mais defasado, tanto Brigada Militar quanto Polícia Civil contam com baixíssima capacidade para atuação no município, apesar de todos os esforços. A ideia do quarto vetor é contribuir com os órgãos de duas formas: oferecendo um auxílio-moradia para policiais que optarem por atuar exclusivamente no município (o que pode resultar num acréscimo de até 30 civis e militares na cidade) e repassando anualmente um valor para auxiliar as instituições a custearem gastos que não podem esperar a atenção do Estado, como conserto de viaturas e aquisição de equipamentos.
 
5 - Parceria com empresas de vigilância patrimonial
 
A cidade possui, atualmente, em torno de 20 empresas de vigilância privada que percorrem toda a extensão do município e, por isso, possuem uma visão ampla da situação atual da segurança pública. O quinto e último vetor do projeto sugere a instituição de uma parceria com estas empresas, através da Guarda Civil Municipal, para a execução do trabalho em rede, com comunicação direta, quando da constatação de fatos anormais para a adoção das providências necessárias, que serão atendidas de forma imediata com apoio da Brigada Militar e da Guarda Municipal, respaldando, inclusive, a atuação do funcionário da empresa. Como incentivo, as empresas participantes deste projeto poderão ter descontos de até 50% nas taxas municipais pertinentes, além de receberem um selo de reconhecimento de empresa parceira da segurança pública municipal.

Da Praia Notícias

Mais notícias de GERAL

Buscar em:
Títulos Notícias
Publicidade
Publicidade

» Últimas Notícias

Da Praia Notícias

» Blogs e Colunistas

Colunistas

Você precisa baixar o Flash Player para ver este anúncio.

Baixe o Flash Player

Você precisa baixar o Flash Player para ver este anúncio.

Baixe o Flash Player

» CLASSIFICADOS

PEQUENO SÍTIO A VENDA
Vendo pequeno sítio em ... Veja Detalhes [+]

ALUGUEL DE CASA EM ATLÂNTIDA SUL...INF: 9843-0584
Veja Detalhes [+]

ALUGUEL DE CASA EM ATLÂNTIDA SUL
 
TRÊS ... Veja Detalhes [+]

BARBADA
CASA EM ATLÂNTIDA SUL : R$130.000,00 (CENTO E TRINTA MIL ... Veja Detalhes [+]

» COTAÇÕES

» ENQUETE

Você concorda que o tradicional show pirotécnico (queima de fogos) de fim de ano deve ser mantido a bem de atrativo turístico de Atlântida Sul ?






dapraianoticias@gmail.com Editorial
Contato
Todos os direitos reservados para Da Praia Notícias © - 2017
Este site foi desenvolvido por: www.sitesrs.com.br